Mais ônibus só no Dia Mundial sem Carro.

onibus

SPTrans para celebrar o Dia Mundial sem Carro vai reforçar 53 linhas de ônibus e colocar mais 110 veículos neste sábado, 22 de setembro. Ato é simbólico. Se a oferta de ônibus fosse reforçada aos finais de semana, mais gente se deslocaria de transporte público para atividades recreativas. A demora entre um ônibus e outro desestimula as pessoas utilizarem transporte público. Com o aumento do número de ônibus, a estimativa é que aos poucos a demanda cresça. Foto: Adamo Bazani

Dia Mundial sem Carro terá mais ônibus em São Paulo e encarroçadora faz campanha
A cidade de São Paulo vai contar com 110 ônibus urbanos a mais. Em Caxias do Sul, Marcopolo faz campanha de conscientização em prol do Transporte Público e da Preservação Ambiental
ADAMO BAZANI – CBN
“Dia Mundial sem Carro” sem oferta de transportes coletivos não tem o menor sentido. Afinal, os transportes coletivos são apontados como a principal solução para que as pessoas deixem o carro em casa e assim contribuam para diminuírem o congestionamento, a poluição e melhorarem a eficiência energética.
Para celebrar a data, a SP Trans – São Paulo Transportes – vai realizar neste sábado, operação especial ao reforçar a frota de ônibus em circulação. Serão 110 ônibus a mais para que as pessoas que têm o hábito de só usarem o carro de passeio se desloquem de transportes coletivos. Pena que a maior oferta será apenas neste sábado Dia Mundial Sem Carro. Muita gente que poderia usar transporte público aos finais de semana desiste pelos longos intervalos entre um ônibus e outro. É uma bola de neve. Tem poucos ônibus porque o número de passageiros é menor. E o número de passageiros se torna menor ainda porque tem menos ônibus.
Além dos 110 ônibus a mais, outras 53 linhas, em todas as regiões da cidade, vão operar com sua frota máxima para sábado, com tabela de horário de pico, mas durante o dia todo. Oito outras linhas vão operar com a frota de dia útil. As linhas reforçadas têm como destino a região central ou importantes polos de interesse da cidade.
De acordo com a SPTrans, as medidas representam 19 mil e 800 novos lugares disponíveis nos veículos que circularão pela cidade.
Veja as linhas que operarão com frota de dia útil:
 106A/10 Metrô Santana – Itaim Bibi
 2296-10 Jd. Marília – Term. Pq. D. Pedro II
 5109/10 Term. Vila Prudente – Term. Mercado
 5185/10 Term. Guarapiranga – Pq. D. Pedro II
 5362/10 Pq. Res. Cocaia – Pça. da Sé
 8319/10 Pq. Continental – Pça. Ramos de Azevedo
 9501/10 T.T.V.N.Cachoeirinha – Paissandu
Veja as linhas que operarão com frota do horário de pico:
 107P/10 Mandaqui – Pinheiros
 107T/10 Metrô Tucuruvi – Cidade Universitária
 1156/10 Vila Sabrina – Praça do Correio
 1178/10 São Miguel – Praça do Correio
 175P/10 Edu Chaves – Ana Rosa
 178A/10 Metrô Santana – Lapa
 208V/10 Term. A E Carvalho – Term. Pq. D. Pedro II
 2182/10 Jardim Brasil – Praça do Correio
 2191-10 Shop. C. L. Aricanduva – Term. Pq. D. Pedro II
 2666/10 Jd. Camargo Velho – Term. Pq. D. Pedro II
 2678/10 Oliveirinha – Term. Pq. D. Pedro II
 309N-10 Jd. IV Centenário – Term. Pq. D. Pedro II
 309T-10 Cidade Tiradentes – Term. Princesa Isabel
 311C/10 Pq. São Lucas – Bom Retiro
 3124-10 COHAB Fazenda do Carmo – Term. Pq. D. Pedro II
 3129-10 Conj. Manoel da Nóbrega – Term. Pq. D. Pedro II
 312T/10 Guaianazes – Largo da Concórdia
 3141/10 Term. São Mateus – Term. Pq. D. Pedro II
 314J/10 Santa Madalena – Metrô Liberdade
 3407-10 Inácio Monteiro – Term. Pq. D. Pedro II
 3414-10 Vila Dalila – Term. Pq. D. Pedro II
 4221/10 Jd. Planalto – Term. Pq. D. Pedro II
 4491/10 Zoológico – Term. Pq. D. Pedro II
 477A/10 Sacomã – CEASA
 5105/10 Term. Sacomã – Term. Mercado
 5175/10 Balneário São Francisco. – Pça. da Sé
 5290/10 Div. Diadema – Pça. João Mendes
 5362/10 Pq. Res. Cocaia – Pça. da Sé
 5391/10 Term. Jd. Ângela – Lgo. São Francisco
 5630/10 Term. Grajaú – Metro Brás
 6000/10 Term. Parelheiros – Term. Santo Amaro
 6014/10 Term. Rod. Jd. Jacira – Term. Santo Amaro
 607C/10 Jd. Miriam – Shopping Morumbi
 6262/10 Ceasa – Term. Bandeira
 6450/10 Term. Capelinha – Term. Bandeira
 6455/10 Term. Capelinha – Lgo. São Francisco
 6505/10 Term. Guarapiranga – Term. Bandeira
 675Z/10 Jd. Guarujá – Metrô Jabaquara
 6913/10 Term. Varginha – Term. Bandeira
 695Y/10 Term. Parelheiros – Metrô Vila Mariana
 701A/10 Parque Edu Chaves – Metrô Vila Madalena
 7545/10 Jd. João XXIII – Pça. Ramos de Azevedo
 778R/10 COHAB Raposo Tavares – Term. Princ. Isabel
 8047/10 Jaraguá – Lapa
 807A/10 Term. Campo Limpo – Term. Santo Amaro
 847P/10 Terminal Pirituba – Itaim Bibi
 8542/10 Brasilandia – Praça do Correio
 8549/10 Taipas – Praça do Correio
 8594/10 Cidade D’Abril – Praça ramos de Azevedo
 8610/10 Jd. Paulo VI – Term. Bandeira
 8615/10 Pq. da Lapa – Term. Pq. D. Pedro II
 8622/10 Morro Doce – Praça Ramos de Azevedo
 8700/10 Term. Campo Limpo – Pça. Ramos de Azevedo
 8705/10 Shopping Continental – Anhangabaú
CICLOFAIXAS
Também no dia 22 de setembro, Dia Mundial sem Carro, vai haver funcionamento das ciclofaixas de lazer que só operam ais domingos. Os 72 quilômetros destas faixas terão o mesmo horário de funcionamento de domingo neste sábado: das 7h às 16 h.
No domingo, dia 23 de setembro, será inaugurada a extensão da ciclofaixa da Avenida Paulista com direção a Rua Vergueiro e pontos históricos da cidade, como Pateo do Collegio, a praça da Sé e o Theatro Municipal.
CARONA SOLIDÁRIA:
A CET – Companhia de Engenharia de Tráfego prossegue durante a Semana Nacional do Trânsito (de 18 a 23 de setembro) com a Campanha de Carona Solidária. São nove faixas reversíveis para carros com duas ou mais pessoas.
Um dos grandes problemas do excesso de veículos, além da poluição e dos congestionamentos, é a ocupação inadequada do espaço urbano.
Enquanto um carro transportando uma pessoa ocupa quase cinco metros de comprimento numa via, um ônibus convencional ocupando 13 metros pode transportar de uma só vez cerca de 90 pessoas, sem contar que durante o trajeto há os embarques e desembarques, que fazem na prática o ônibus transportar mais gente. O passageiro de ônibus consome proporcionalmente 0,6 litro de combustível a cada 100 quilômetros percorridos contra 25 litros do ocupante do carro. O passageiro de ônibus “polui” 9 vezes menos que o dono de carro.
A carona solidária está muito longe de ser uma solução para o trânsito, mas a mudança de hábito da população neste sentido já auxilia no quadro que a cidade se encontra.
A taxa média de ocupação de cada carro segundo a CET é muito baixa: apenas 1,4 pessoas por carro de passeio, o que significa que muita gente se desloca sozinha e proporcionalmente polui muito mais e causa impactos no espaço urbano muito maiores em comparação a quem sua transporte público. O dado é da CET – Companhia de Engenharia de Tráfego
ENCARROÇADORA FAZ CAMPANHA EM PROL DO MEIO AMBIENTE E DO TRANSPORTE COLETIVO:
E quem faz ônibus, tenta também conscientizar sobre os impactos positivos para o meio ambiente e para a qualidade de vida nas cidades que um transporte público de qualidade, que atraia pessoas, pode trazer.
Pelo terceiro ano consecutivo, a fábrica de carrocerias Marcopolo, de Caxias do Sul, realiza uma campanha para estimular bons hábitos e também para o uso do transporte público. A iniciativa se estende por toda esta Semana Nacional do Trânsito.
A campanha “Faça a vida fluir”, ligada à sustentabilidade, terá a distribuição de um folheto com 22 dicas sustentáveis. O objetivo é estimular as pessoas a mudarem de atitude para viver de forma mais saudável, com menos estresse, inclusive o provocado pelo trânsito caótico.
Já a campanha “Cuide do Futuro do Nosso Planeta. Ande de Ônibus Faça Andar esse Ideia” foi lançada em 2010 e tem o objetivo conscientizar que transporte público não é apenas discurso. De fato ele ajuda diminuir os congestionamentos, a emissão de poluentes e aproveita de maneira melhor os espaços na cidade. Mas para isso, quem só anda de carro, precisa mesmo que esporadicamente criar hábito de usar trem, ônibus e metrô.
Neste Dia Mundial sem Carro, segundo a Marcopolo, a campanha ganha fôlego.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. mobilerod disse:

    Esse é um pensamento que precisa unir poder público, operadores do transporte coletivo e população.O carro de passeio é, ainda hoje, visto como um símbolo de status, liberdade e conforto. No psiquê da sociedade é, também, uma necessidade, face ao fato de que o transporte coletivo é tradicionalmente ruim.A consciência de que melhorar a qualidade do transporte público está tomando corpo, e isso inclui a adoção de veículos mais modernos, confortáveis e menos poluentes. A ideia, enfim, deixa de ser simplesmente atender a quem não pode comprar um carro, mas também convencer aquele que o tem a usar o ônibus, o trem, o metrô ou outro meio, contribuindo assim com a melhoria do trânsito e com o ambiente onde vivemos. Quando não somos obrigados a esperar desnecessariamente por longos períodos de tempo, transportados como sardinhas em lata, e nem fazemos deslocamentos ineficientes para chegarmos ao nosso destino, o transporte coletivo oferece vantagens: podemos nos comunicar, informar e interagir enquanto nos deslocamos, por exemplo.O poder público precisa fazer sua parte, gerenciando, otimizando e distribuindo a frota existente para melhor atender cada cidadão, e as empresas precisam cuidar de sua equipe e frota para que prestem um serviço adequado. À população, cabe a consciência de que não precisamos lutar por mais ruas, mas por um melhor uso das ruas que temos. Usar e reivindicar um transporte público de qualidade faz parte disso.Quanto à iniciativa paulistana, que ela se estenda a outros dias: apesar de ser do Rio de Janeiro – onde acaba cabendo aos ônibus o papel de principal meio de transporte, o que os sobrecarrega mas os torna relativamente frequentes -, quando vou a São Paulo estranho a frota diminuta para seu potencial, o que torna os intervalos longos e os ônibus lotados – ou migração de passageiros para os carros.

    Parabéns pelas postagens, e sucesso a ti e ao blog.

    1. Obrigado pelo comentário que vem acrescentar de maneira muito ampla a postagem. Realmente, além das questões técnicas dos transportes, temos também a formação de uma cultura que mostre as vantagens de viver de forma coletiva.
      Esse aspecto de mostrar que o transporte público pode se tornar um espaço de convivência e não um meio de deslocamento é fundamental
      Abraços e obrigado
      Adamo

  2. Constance Leda Sion disse:

    ¡Hola amigos! ¿Cómo estás? Quería decir que aquí en Buenos Aires autos están ya reservados en el transporte interno de la ciudad, y también mejor para los viajes de larga distancia. He estado viendo algunos blogs brasileños y me encontré con un http://www.viagensonibus.com.br interesante, para aquellos que quieren viajar como yo, y no preocuparse por los coches!
    En un primer momento y la mayoría de los brasileños. ¡No puedo esperar!

Deixe uma resposta