Chinesa FOTON vai produzir ônibus na Bahia

onibus Foton

Ônibus da Foton. Depois de sondar vários estados, a empresa chinesa, uma das maiores fabricantes de veículos comerciais em todo o mundo, deve instalar sua planta em Camaçari, na Bahia. Isso representa a entrada dos asiáticos no grande, porém fechado até agora, mercado de ônibus brasileiro.

Foton vai instalar fábrica na Bahia
Empresa chinesa vai fabricar micro-ônibus e investimentos devem chegar a R$ 2 bilhões
ADAMO BAZANI
O mercado de ônibus brasileiro, que está entre os quatro maiores do mundo, cada vez mais desperta a atenção de fabricantes chineses, que já estão presentes no Brasil nos setores de carros de passeio e caminhões.
A Foton, uma das maiores fabricantes de veículos comerciais do mundo e que atua em 90 países, é uma das companhias que está decidida a aproveitar a grandiosidade do setor no Brasil e suas perspectivas de crescimento com eventos como Copa do Mundo de 2014, Olimpíadas de 2016, além da necessidade de modernização da mobilidade urbana (área na qual o país enfrenta anos de atraso) e a ampliação do setor de turismo.
Depois de propor a instalação de uma planta no Espírito Santo, a empresa deve assinar um protocolo de intenções com o Governo do Estado da Bahia para construir uma planta apenas para produzir micro-ônibus. As informações são do jornal A Tarde, da Bahia.
Os chineses estariam dispostos a investir inicialmente R$ 500 milhões, mas em quatro anos, os investimentos totais devem somar R$ 2 bilhões.
A cidade que deve abrigar a fabricante de ônibus será Camaçari.
De acordo com o jornalista Donaldson Gomes, o acordo entre as Foton e o governo do Estado deve ser oficializado nesta sexta-feira, quando será assinado um protocolo de intenções.
A produção terá início em 2013 e os ônibus serão feitos em regime CKD, comercializados para a exportação inclusive.
Além do Espírito Santo, outros estados estavam interessados na Foton, como o Pernambuco e Ceará, mas as condições de infraestrutura da cidade chamaram a atenção dos chineses. Em Camaçari já existe uma cadeia automotiva que atende à montadora Ford. Outra asiática, a JAC Motors, aguarda um posicionamento do Governo Federal no acordo automotivo em relação à novas plantas, e também mostrou interesse em Camaçari.
Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta