Mercedes apoia curso da NTU de qualificação de empresários

onibus

Modelos O 500 MDA (com piso normal) e 500 UDA (piso baixo) são veículos de grande capacidade de transportes, podendo levar até 200 passageiros. Mesmo com os 23 metros de comprimento encarroçados, os veículos poupam espaço urbano já que podem substituir vários carros de passeio e outros ônibus de menor capacidade. Foto: Mercedes Benz

Mercedes apoia formação de novos empresários em seminário da NTU
Seminário da Associação Nacional dos Transportes Urbanos vai discutir a mobilidade urbana no novo contexto de preservação ambiental e necessidade de privilégio ao transporte público
ADAMO BAZANI – CBN
A Mercedes Benz do Brasil anunciou que vai participar da formatura do curso de Gestão e Liderança em Transportes Urbanos, que será realizada durante o Seminário Nacional da Associação Nacional dos Transportes Urbanos – NTU.
O curso é destinado para novos empresários que atuam direta ou indiretamente no setor de transportes. O objetivo do curso é preparar os empreendedores para o novo contexto de mobilidade urbana, que exige investimentos e preocupação com a qualidade dos serviços e também ações em prol do meio ambiente. Toda a cidade que se preocupa com mobilidade sustentável privilegia os transportes coletivos.
Os empreendedores do setor então têm de saber a nova dinâmica destas cidades para se manterem no mercado e atenderem a um contexto no qual por causa do aumento do trânsito e poluição, os transportes públicos se tornam ainda mais importantes e mais exigidos por parte do cidadão.
Em formato de MBA, a pós-graduação além de ter apoio da Mercedes Benz conta com parceria entre a NTU – Associação Nacional dos Transportes Urbanos e a instituição de ensino Ibmec e a Universidade Corporativa do Transporte da Fetransport – Federação das Empresas de Transportes de Passageiros do Estado do Rio de Janeiro.
A especialização se torna cada vez mais exigida em diversos setores, desde que acompanhada de uma visão global do mercado e da sociedade. Assim como os profissionais de transportes precisam de constantes cursos de qualificação, o mesmo se aplica aos investidores do setor que trabalham com relações sociais e não apenas relações de mercado.
OUTROS EVENTOS NO SEMINÁRIO NACIONAL DA NTU:

onibus

Mercedes Benz vai expor chassi O 500 UA de piso baixo no Seminário Nacional da NTU. No evento, que ocorre entre os dias 28 e 29 de agosto, serão discutidos temas referentes à mobilidade, cidades e meio ambiente além da realização da formatura do curso Gestão e Liderança em Transportes Urbanos, destinado a empreendedores do setor que querem se atualizar quanto ao novo contexto das operações em municípios e regiões metropolitanas. Foto: Mercedes Benz

Além de apoiar o curso, a Mercedes Benz é patrocinadora do Seminário Nacional da NTU e expositora de soluções voltadas para o transporte urbano.
Nesta edição de 2012, que ocorre entre os dias 28 e 29 de agosto, a Mercedes Benz vai expor um chassi de ônibus modelo O 500 UA.
O ônibus é do tipo “low entry”(entrada baixa), ou seja, de piso baixo da parte dianteira até a metade do veículo, o que proporciona acessibilidade nos transportes públicos, já que não há degraus nesta parte do ônibus. O assoalho fica em altura mais próxima da guia.
Os chassis O 500 UA e o O500 MA são articulados, sendo que o modelo MA é de piso convencional, mas que pode atender a estações com plataformas no mesmo nível do assoalho dos ônibus também dispensando os degraus. Assim, os modelos podem ser usados para sistemas de BRT – Bus Rapid Transit, corredores exclusivos para ônibus com concepção de acessibilidade e modernidade.
Os avanços de sistemas de BRT, inclusive, serão um dos temas do Seminário Nacional da NTU 2012.
Os corredores de ônibus são apontados como soluções de baixo custo e de bons resultados para os problemas de mobilidade não só no Brasil, mas em outros países. Além de o custo ser menor, o tempo de implantação do BRT é mais baixo que outros modais, por exigir menos intervenções no espaço urbano. Até mesmo países com tradição no setor ferroviário, como em várias partes da Europa, por exemplo, têm adotado os BRTs. Isso porque, os corredores de ônibus diferentemente do que muita gente pensa não concorrem com o metroferroviário se bem planejados, na verdade havendo uma complementação entre os modos de transportes.
Com as tecnologias de gerenciamento, operação e nos veículos, os BRTs têm se tornado cada vez mais eficientes e podem atender demandas maiores que os modelos mais antigos.
Também pensando em BRT, a Mercedes Benz apresentou no ano passado os modelos O 500 MDA (piso convencional) e O 500 UDA (piso baixo). São ônibus articulados com maior capacidade de transporte, sendo possível levar 200 passageiros de uma só vez dependendo da configuração interna. Isso porque as dimensões são mais elevadas, podendo receber carrocerias de até 23 metros de comprimento.
Para terem carrocerias desta dimensão, o O 500 MDA e o O 500 UDA possuem 4 eixos em vez de três eixos como nos articulados mais antigos. Dois eixos são antes da articulação e dois no último carro.
A vantagem do veículo, segundo a Mercedes Benz, é que ele poupa espaço em vias, corredores e garagens e diminui o custo de manutenção sendo alternativas aos modelos biarticulados.
Outra vantagem apresentada pela montadora é que com exceção do segundo eixo, todos os demais componentes são os mesmos dos articulados “convencionais” O 500 UA e O 500 MA. Com isso, o frotista pode comprar em lotes as peças e utilizá-las em diversos veículos, o que facilita e barateia os trabalhos de manutenção.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: