Investimentos devem beneficiar transportes de passageiros por trens

transportew

Apesar de as parcerias público-privadas do pacote de investimentos para área de transportes focar mais no segmento de cargas para as ferrovias, o deslocamento de passageiros por trilhos pode ser beneficiado com as expansões e modernizações das malhas. O ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos, disse que os investidores podem ter linhas interurbanas, interestaduais e de turismo se houve interesse e demanda.

Investimentos em ferrovias podem beneficiar transportes de passageiros
Parte dos 10 mil quilômetros de ferrovias que serão concedidos à iniciativa privada pode ser usada para deslocamentos interurbanos e de turismo.
ADAMO BAZANI – CBN
O transporte de passageiro em ferrovias deve ser ampliado pelo novo programa de investimentos na ordem de R$ 133 bilhões anunciado pelo Governo Federal para estradas de ferro e rodovias.
Estes investimentos serão possíveis pela concessão de 10 mil quilômetros de ferrovias e de 7,5 mil quilômetros de estradas de rodagem. O setor ferroviário vai se beneficiar da maior parte deste montante, R$ 91 bilhões.
O foco principal é o transporte de cargas sobre os trilhos, mas os operadores ferroviários também vão poder usar a estrutura para transporte de pessoas em linhas interurbanas ou de turismo.
Em entrevista à Agência Brasil, o presidente da ANTF – Associação Nacional dos Transportadores Ferroviários, Rodrigo Villaça, disse que este modelo de concessão poderá despertar o interesse dos investidores no segmento de passageiros.
‘É interessante para aqueles que quiserem investir. Nosso objeto de concessão é de carga, mas com as linhas novas, o transporte ferroviário de passageiros será uma questão natural, em virtude da tecnologia empregada na construção, manutenção e operação dessa malha”, disse Villaça
Ainda de acordo com Villaça, as novas tecnologias que devem ser implantadas nas linhas vão permitir que os trens circulem em maior velocidade com segurança, isso deixará os ramais mais disponíveis havendo a possibilidade então da circulação de trens de passageiro. As composições de carga podem atingir 80km/h e as de passageiros até 150 km/h.
O Governo Federal vai licitar em regime de PPP – Parceria Público-Privada – a construção e modernização das ferrovias e depois vai comprar destes investidores a capacidade de operação de cada sistema. Em seguida, vende para consumidores, como quem quer transportar apenas seus produtos ou transportadores.
No dia da apresentação do programa, nesta quarta-feira dia 15 de agosto, o ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos, disse que se as empresas quiserem podem sim transportar passageiros, desde que haja interesse e demanda pelos serviços.
Muito presentes até os anos de 1950/1960, hoje as linhas interurbanas, interestaduais e de turismo de trens são poucas.
Com a inclusão destas linhas em alguns investimentos, por um custo menor para o Governo, sem necessidade de grandes intervenções será possível beneficiar uma quantidade maior de passageiros sem tarifas altas e com maior velocidade nos trajetos.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

2 comentários em Investimentos devem beneficiar transportes de passageiros por trens

  1. Bruno Quintiliano // 18 de agosto de 2012 às 11:01 // Responder

    Bem que podiam reativar a ferrovia que vai do abc para santos.

    • Idéia é bem mais pretensiosa que isto. Fazer Sampa-Santos em 40min com parada (uma, no máximo duas) no ABC. Todo mundo fala, mas nem saiu edital pra projeto funcional (rota e estações). Afif falou semana passada em sair de Água Branca (acho desperdício de $) e parar em Tamanduateí e ABC.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: