Vereadores de Diadema proíbem ônibus sem cobradores

Diadema

Se prefeito de Diadema sancionar lei aprovada por unanimidade entre os vereadores, as empresas de ônibus MobiBrasil e Benfica, que operam os transportes locais, terão de colocar cobradores em seus veículos. Vereadores entenderam que o acúmulo de função de dirigir e cobrar estressa os motoristas, prejudica a saúde dos profissionais, coloca em risco a segurança de passageiros e demais pessoas nas vias e contraria o Código de Trânsito. Foto: Adamo Bazani.

Câmara de Diadema proíbe ônibus sem cobrador
Vereadores entenderam que dirigir e cobrar ao mesmo tempo é uma infração de trânsito como dirigir e falar ao celular

ADAMO BAZANI – CBN

Dirigir ônibus e cobrar a passagem ao mesmo tempo, a chamada dupla função nos transportes coletivos, contraria o Código de Trânsito Brasileiro, as leis trabalhistas e coloca em risco a segurança de passageiros, motoristas e ocupantes dos demais veículos em vias comuns?
A discussão é polêmica, principalmente com o aumento da quantidade dos chamados ônibus micrões, ou midi, como a indústria denomina. São veículos maiores que os micro-ônibus e menores que os ônibus convencionais. Mas na verdade são do mesmo tamanho ou até maiores que os veículos mais antigos, como os Caio Gabriela e Amélia, ou Marcopolo San Remo e Torino (das primeiras gerações) encarroçados sobre chassis OF 1113 ou OF 1313, por exemplo.
Para os vereadores de Diadema, na Grande São Paulo, a prática prejudica sim a segurança, o desempenho, o conforto e a saúde do profissional.
Por isso, em segunda votação, por unanimidade, os parlamentares municipais proibiram a bilhetagem eletrônica em Diadema e a consequentemente obrigaram da presença do cobrador nos ônibus.
A proposta é do vereador José Francisco Dourado que diz que um dos principais objetivos é reduzir o número de acidentes e zelar pela saúde do motorista. Segundo ele, o profissional que dirige e cobra tende a se estressar mais e desconcentrar-se em relação ao trânsito.
O texto também proíbe qualquer outra atividade do motorista, além de receber as tarifas e dar o troco, que seria de responsabilidade do cobrador ou de um auxiliar, como controlar a ficha de viagem e cuidar do letreiro.
Atualmente prestam serviços municipais em Diadema a MobiBrasil, que assumiu os serviços no lugar da Viação Imigrantes, e Transportadora Benfica, que venceu a licitação da ETCD – Empresa de Transportes Coletivos de Diadema.
O Sintetra – Sindicato dos Trabalhadores nas Empresas de Transportes Rodoviários e Anexos da região do ABC vê como positiva a postura dos vereadores.
O diretor da entidade na cidade de Diadema, João Roberto da Silva, disse ao Blog Ponto de Ônibus / Canal do Ônibus que se sancionada, a lei também pode gerar mais empregos.
“Além da questão de segurança e da melhoria das condições de trabalho do motorista, essa decisão tem um papel social importante, já que acaba sendo uma oportunidade de geração de empregos, de criação de vagas no setor de transportes” – disse o sindicalista.
O texto agora vai para aprovação ou não do prefeito Mário Reali.
Se virar lei, as duas empresas operadoras da cidade, MobiBrasil e Benfica têm trinta dias para adequarem os veículos, após a publicação oficial.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

23 comentários em Vereadores de Diadema proíbem ônibus sem cobradores

  1. Micros e micrões podem ter cobrador sim. Há mesinhas de cobranças e roletas de duplo sentido de tamanho pequeno, que servem para serem colocadas em carros de menor dimensão, mesmo com apenas uma porta. Pra tudo se tem um jeito. O que não pode é a dupla função, que além de perigosa é ilegal e injusta.

    • Você leu a reportagem pelo menos?

      —–
      Adamo,acho tão non-sense uma lei que obriga cobrador em ônibus,sendo que isso deveria ser a regra em uma cidade como Diadema.
      Antes tarde do que nunca.

      • leonardo-pe // 23 de junho de 2012 às 05:13 //

        o problema caro é q aqui no Brasil,fazer elogio é dificil.e pra politico então,é pior ainda.o mesmo q tomar remédio ruim!q vergonha uma empresa cuja dona(Niege Chaves),copie o q há de pior no transporte.o Rio De Janeiro é o péssimo exemplo.e por ser mulher,segundo dizem,é mais sensivel.q nada!

  2. Se a lei for aprovada, ótimo. Só que a Mobibrasil sempre busca dar um jeitinho de compensar gastos, então, temo que para completar o quadro de funcionários nas municipais que não têm cobrador, eles acabem tirando das poucas intermuncipais que no momento têm cobradores, espero que haja outra lei ou norma da EMTU para que essa empresa não cometa uma espécie de omissão compensatória, que é o de arrumar um lado e prejudicar o outro.

  3. Boa tarde.

    O ideal é que, TODOS, adquirissem cartões magnéticos, em pontos de venda, fora dos ônibus, sendo que dentro dos coleitvos, não seria permitido a compra, tampouco, o pagamento da passagem em dinheiro e, com os cartões magnéticos, fosse efetuado o pagamento da passagem.

    Por mais cruel que seja e admito isso, há certas profissões que ficaram no passado e persistir com tal conceito, não levará a lugar algum.

    Este, é o meu pensamento e respeito quem pense diferente.

  4. certíssima a atitude da camara dos veradores de diadema.e q vergonha a mobibrasil do manoel marinho.onibus sem cobrador é igual a voce ir na praia e ver mulher de maiô!

  5. Otimo, vencemos uma, mas ainda faltam as linhas da EMTU, onde a Mobibrasil colocou micrões sem cobrador no lugae de comvencionais

  6. Será que a Mobi vai ter receita suficiente, gerada pelas municipais, para pagar tantos cobradores?, acho que vai dar uns 220 funcionários, pois a linhas mais lucrativas são as que estão com a Benfica, tirando a 11EP e 22DP…

  7. a prefeitura de DIADEMA vai ter que se virar

  8. Eles vão acabar aumentado a passagem alegando aumento de gastos com os funcionários.

  9. Sérgio - Santo André // 25 de junho de 2012 às 19:35 // Responder

    Aleluia !!!!!!!!!!!! Acenderam uma lamparina na cabeça dos políticos !!!! Somente um cego, e eu ainda duvido, não enxerga que essa porcaria dessa dupla função só beneficia os empresários. Alguém já observou o caos que é um ônibus com motorista/cobrador no horário de pico ??? Atrasa o embarque dos passageiros, atrapalha os demais ônibus que querem parar no ponto, coloca em risco a vida dos passageiros e dos veículos ao seu redor, pois o motorista tem que ser equilibrista, fere o código de trânsito, pois o motorista “tira” uma das mão para passar troco, e o engraçado é que demoraram todo esse tempo prá descobrir isso ???? Será que Santo André tem políticos de coragem prá bater de frente com os “Baltazares” da vida e usar o exemplo de Diadema??? Difícil…não conseguem nem mesmo modernizar a SAtrans quanto mais isso. Ma sum dia muda….

  10. Adriano Tomé - Diadema // 22 de agosto de 2012 às 18:18 // Responder

    Porque falar ao celular e dirigir ao mesmo tempo é poroíbido e dar o troco e dirigir não?, Não podemos concordar com a ausência dos cobradores no transporte publico!!!

  11. O transporte de diadema ta uma porcaria. Não tem onibus suficientes na linha 11 que vem da vila Paulina.Os onibus já chegam no Eldorado sub carregado,e os motoristas madam subir mais gente,vai um por cima do outro e os motoristas obrigam o pessoal a dá mais uns passinhos…claro q o pessoal vai né,todos tem que chegar no horario certo no trabalho….Ta muito vergonhoso a linha 11 de Diadema.O que podemos fazer ??????????? não somos nada perto dos grandes.

  12. Essa MOBIBRASIL ñ ta com nada,falta ônibus na linha 11que vem da vila paulina,motoristas mal educados e todos querendo ser donos da razão.

  13. eu acho que apior vergonha e o prefeito de diadema que nao assinou esse mandato e deixou mais 150 pais de familia desmpregado pois a imigrantes saiu ea mobi mandou o resto dos cobradores imbora

    • essa lei deveria ja ta em vigor pois o motorista do coletivo esserse treis funsoes dirigi cobra e pioar tem que desse do onibus lotado e com o motor ligado para opera a ranpa de caderante isso e um perigo fatal para os usuarios do coletivo eo prossimo

  14. vamos ve se o lauro michels asina logo essa lei se ele vira prefeito

  15. Nivaldo Rodrigues da Silva // 13 de Fevereiro de 2013 às 22:24 // Responder

    Finalmente!, vao acabar com a farra do boi, chega desta exploração, a q estes empresários do transporte, submetem seus motoristas, obrigando-os a exercer dupla função, sem pagar um centavo a mais a estes profissionais, ou melhor, no caso da mobi brasil, nao pagam o piso salarial nem de São Paulo e nem do ABC… Só esperamos q esta lei entre em vigor o mais rápido possível… Nivaldo – Diadema

  16. a votacao foi em junho de 2012!!estamos praticamente no meio do ano 2013,continua a mesma coisa!motoristas dirigindo e cobrando e super estressado executando dupla funcao!! isso e brasil!!o pais do jeitinho….

  17. sr prefeito lauro michels as coisas nao podem continuar como estar!!o senhor estar ai pra fazer a diferenca!!nao faca como os outros q passaram por ai!!veja essa situacao desses pobres motoristas!!nao entendo o por que essa lei ainda nao entrou em vigor,se ja foi aprovado pelos vereadores!

  18. Precisamos que os cobradores da sbc trans volte esta sendo muito complicado os ônibus estão demorando muito nos pontos de ônibus por conta do troco já cheguei atrasada no trabalho porquê o motorista tinha que ficar passando troco sem contar o risco de acidente

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: