Greve de ônibus em Florianópolis chega ao fim. Confira Ponta Grossa, Ribeirão Preto, São Luís, Sumaré, São José dos Campos e outras cidades

greve ônibus

Em Ponta Grossa, no Paraná, greve foi considera abusiva. Ônibus em Florianópolis, Santa Catarina, ficaram parados nas garagens por mais um dia, mas voltam a operar nesta quinta-feira. Em Ribeirão Preto, no Interior de São Paulo, sindicalistas e donos de empresas de ônibus entraram em acordo quanto ao índice de reajuste, que será de 7% nos salários. Na cidade de Sumaré, motoristas e cobradores da Ouro Verde pararam em protesto contra a violência, na noite de terça-feira, um motorista foi baleado enquanto consertava um pneu. Também no Interior Paulista, os transportes devem parar na cidade de São José dos Campos porque algumas linhas vão deixar de ter cobradores e os motoristas terão de assumir dupla função.
Foto: Josué Teixeira – Gazeta do Povo.

Greve em Florianópolis chega ao fim. Em Ribeirão Preto, reunião entre sindicato e empresas termina com o acordo
O Seeturp, de Ribeirão Preto, aceitou proposta no TRT de 7% de aumento salarial para os motoristas e cobradores de ônibus

ADAMO BAZANI – CBN

A greve de ônibus em Florianópolis chegou ao fim na noite desta quarta-feira após assembléia realizada pelo Sintraurb – Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Urbano de Florianópolis. Assim, os serviços devem ser normais nesta quinta-feira.
Os salários dos motoristas vão ser reajustados de R$ 1 mil 517 para R$ 1 mil 591. O vale – refeição vai de R$ 400 para R$ 420.
A jornada de trabalho diária passa de 6h40 para 6h30 neste ano e depois de 6h30 para 6h20 em maio de 2013.
O Setuf – Sindicato das Empresas de Transporte Urbano do Município de Florianópolis não vai descontar os dias parados pela greve.

GREVE DE ÔNIBUS EM PONTA GROSSA DEVE CONTINUAR NA QUINTA-FEIRA:

Motoristas e cobradores de ônibus de Ponta Grossa, no Paraná, devem continuar parados pelo menos até a manhã desta quinta-feira, dia 31 de maio de 2012.
O TRT – Tribunal Regional do Trabalho considerou a greve da categoria abusiva.
Orientados pelo sindicato dos rodoviários, os trabalhadores paralisaram 100% das atividades.
O desembargador do TRT, Altino Pedrozo dos Santos, determinou que 70% dos ônibus da cidade operem em horários de pico e 50% nas demais horas.
A categoria pede reajuste salarial de 13% e aumento no vale –alimentação dos atuais R$ 40 para R$ 250.
A VCG – Viação Campos Gerais, operadora dos transportes no município, ofereceu aumento de 5,1% nos salários e vale-alimentação de R$ 50.

GREVE DE ÔNIBUS EM SÃO LUÍS:

O impasse marcou mais um dia de greve de ônibus em São Luís, no Maranhão.
Apenas 50% aproximadamente da frota operaram.
O caso já está na Justiça que aplicou multas ao SET Sindicato das Empresas de Transportes de São Luís e ao STTREMA – Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Maranhão, mas as penalidades não surtiram efeito.
O TRT propôs aumento de 7% nos salários dos motoristas e cobradores, mas as empresas de ônibus dizem que este valor causaria impactos nas finanças do sistema. Os empresários discutem reduzir as gratuidades que, segundo eles, representam cerca de 30% da demanda de passageiros.
Os motoristas e cobradores pedem reajuste de 16% nos salários

GREVE DE ÔNIBUS EM RIBEIRÃO PRETO DEVE TERMINAR NESTA QUINTA-FEIRA:

O Seeturp – Sindicato dos Empregados das Empresas de Transporte Urbano de Ribeirão Preto aceitou na tarde desta quarta-feira, dia 30 de maio de 2012, a proposta de 7% de aumento salarial para os motoristas e cobradores de ônibus, paralisados desde segunda-feira.
A proposta foi apresentada em reunião de conciliação entre os sindicalistas e empresários de ônibus.
Inicialmente, os trabalhadores pediam aumento salarial de 15%.
O Seeturp disse que vai orientar os motoristas e cobradores a retornarem ao trabalho nesta quinta-feira.
As empresas concordaram em não descontar os dias parados durante a greve.
Os motoristas e cobradores não cumpriram a frota mínima determinada pela Justiça durante a paralisação.

SÃO JOSÉ DOS CAMPOS DEVE TER GREVE DE MOTORISTAS E COBRADORES

O Sindicato dos Condutores do Vale do Paraíba discute a possibilidade de uma greve por conta da implantação em três linhas de São José dos Campos, no interior Paulista, do sistema de dupla função, pelo qual motoristas dirigem os ônibus, cobram as passagens e controlam o sistema magnético das catracas.
As linhas que vão adotar o sistema são: 132 – Caetê, 133 – Nova República e 141 – Sobrado.
A operação somente com o motorista ocorre na próxima sexta-feira, o que desagradou o sindicato.
De acordo com a Secretaria de Transportes de São José dos Campos, os cobradores serão retirados de linhas de menor demanda e alimentadoras dos serviços com maior quantidade de passageiros.
O órgão garantiu que não vai permitir demissões no curto prazo e que os cobradores serão remanejados para outras funções.

PROTESTO CONTRA VIOLÊNCIA PARALISA ÔNIBUS EM SUMARÉ:

Cerca de seis mil pessoas foram afetadas na tarde desta quarta-feira, dia 30 de maio de 2012, por conta do protesto de motoristas e cobradores de ônibus em Sumaré, no Interior Paulista.
Pelo menos 100 ônibus da empresa Ouro Verde foram paralisados pelos funcionários que se queixam da violência no trabalho.
Na noite de terça-feira, um motorista de ônibus foi baleado na região da Rodovia Anhanguera quando tentava consertar o pneu do veículo.
Um homem se aproximou e disparou três vezes contra o motorista fugindo a pé em seguida.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

3 comentários em Greve de ônibus em Florianópolis chega ao fim. Confira Ponta Grossa, Ribeirão Preto, São Luís, Sumaré, São José dos Campos e outras cidades

  1. JORGE CARLOS DA SILVA // 1 de junho de 2012 às 01:56 // Responder

    PARABENS RODOVIARIOS DE TODO O BRASIL ESTAMOS CONSEGUINDO COM MUITA LUTA.NOSSO SALARIO SUADO, AQUI EM RECIFE A DATA BASE É 1 DE JULHO, ESTAMOS EM CAMPANHA SALARIAL, CONTAMOS COM O APOIO DE VOÇES, GRAÇAS A NOSSA PRESIDENTE DILMA NOSSA PROFISSAO FOI REGULAMENTADA, VEM MELHORIA S AÍ COMPANHEIROS DO TRANSPORTE DE PASAGEIROS E DA ESTRADA TAMBÉM, FÉ EM DEUS. ESPALHEM, COMPARTILHEM DISTRUBUAM ESTA NOTICIA; jcjorgecarlos143@gmail.com 81 88308199

  2. O início da greve dos trabalhadores do transporte coletivo causou tumulto nesta segunda-feira, 9 de março. Ao contrário do que previa o acordo de greve firmado no Ministério Público do Trabalho entre o Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transporte Coletivo de Juiz de Fora (Sinttro) e a Associação Profissional das Empresas de Transporte de Passageiros de Juiz de Fora (Astransp), os ônibus pararam em toda a extensão da avenida Rio Branco, a principal da cidade. No início da noite, a diretoria do sindicato e representantes de motoristas e cobradores de cada empresa de ônibus foram recebidos pelo prefeito Custódio Mattos e decidiram suspender a greve até o dia 20 de março.

  3. Lembro dessa greve geral de ônibus como se fosse ontem, foi um tumulto só, as crianças e adolescentes não tinham como ir pra escola e os adultos não tinham como trabalhar, espero que esse tipo de greve não volte a ocorrer, o que acho muito difícil, mas se fosse possível não deveria mais ocorrer porque prejudica uma cidade inteira.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: