Grevê do Metrô: funcionamento é parcial nesta manhã. Greve na CPTM: ônibus servem linhas. Greve em Salvador: poucos ônibus nas ruas

greve do metrô

Com a falta de Metrô passageiros superlotam os ônibus nesta manhã em São Paulo. Foto: Fernando Borges Terra

Greve do Metrô: Metroviários não cumprem determinação da Justiça
Ônibus são reforçados para suprir falta de metrô e de trem em São Paulo

ADAMO BAZANI – CBN

Balanço parcial do metrô dá conta que os metroviários em São Paulo não têm cumprido determinação da Justiça do Trabalho que obrigou que agora no horário de pico, sejam colocados 100% dos trens em circulação e 85% nas demais horas.
Cerca de 3,7 milhões de pessoas usam o sistema por dia e enfrentam dificuldades.
Na linha 3 Vermelha (Itaquera – Barra Funda), a paralisação é praticamente total, só operam entre as estações Bresser e Santa Cecília
Na linha 1 Azul (Jabaquara Tucuruvi), os trens operam em número reduzido entre as estações Luiz e Ana Rosa
Na linha 2 Verde (Imigrantes – Clínicas), as composições prestam serviços entre Ana Rosa e Clínicas.
Algumas estações nem estão com as portas abertas.
Na linha 5 Lilás, o funcionamento é em todo o trecho entre Capão Redondo e Largo Treze, mas com número de composições reduzido.
As linhas de ônibus que têm ponto final nas proximidades das estações de metrô têm sido prolongadas.
Entre as principais reivindicações dos funcionários do Metrô de São Paulo estão:
– Reajuste salarial de 5,13% como reposição de perdas inflacionárias
– Aumento real de salários de 14,99%
O Metrô ofereceu:
– Reajuste Salarial de 4,15%
– Aumento real de salários de 0,5%

GREVE NA CPTM:

Duas linhas de trens da CPTM estão paradas na manhã desta quarta-feira, dia 23 de maio.
São afetadas as ligações 11 Coral (Luz – Estudantes) e 12 Safira (Brás – Calmon Viana).
Para tentar minimizar os impactos da paralisação dos trens, a SPTrans (São Paulo Transportes) colocou 60 ônibus urbanos que operam entre Guaianazes e Brás para suprir o trecho da Capital da linha 11 e entre Itaim Paulista e Brás para servir parte dos passageiros da linha 12.
Os ferroviários pedem reajuste salarial de 5% mas 5,83% de reposição da inflação.

Por conta destas duas greves o rodízio municipal de veículos, que restringiria em horários determinados a circulação dos carros com placas de final 5 e 6, está suspenso.

PROTESTO DE USUÁRIOS:

Passageiros fazem um protesto agora por volta das 07 horas da manhã na Radial Leste, que apresenta 8 quilômetros de congestionamento. Várias faixas estão interditadas.

GREVE EM SALVADOR:

Cerca de um milhão de pessoas têm sido prejudicadas por conta da greve dos motoristas e cobradores de ônibus em Salvador.
De acordo com balanço parcial da prefeitura, os 60% de frota nos horários de pico não têm sido cumpridos.
Nos demais horários, devem ser colocados nas ruas 40% dos veículos.
Os motoristas e cobradores pedem aumento de 13,80%, sendo que 5,37% de reposição de inflação e 8% de ganho real, pagamento de salários a cada 15 dias, redução da jornada de trabalho de sete para seis horas diárias e melhorias nas condições de trabalho.
As empresas de ônibus ofereceram reajuste total de 4,88%
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: