Manifestação de motoristas da Santa Cecília dificulta passageiros em Fortaleza

Manifestação Santa Cecília Fortaleza

Ônibus da Viação Santa Cecília, em Fortaleza. O dia foi complicado para os passageiros de parte do sistema da capital cearense. Cerca de 350 motortistas e cobradores da Viação Santa Cecília fecharam terminais de ônibus e impediram a saída dos veículos dos pontos finais. Eles protestam contra a suspensão de colegas de trabalho por possíveis irregularidades. Os trabalhadores também reivindicam pagamento de horas extras e vale refeição. Na quarta-feira, o Sinttro, sindicato dos rodoviários, quer uma reunião com a empresa.

Protesto em Terminal de Fortaleza dificulta vida de passageiros
Paralisação no Terminal da Lagoa teria sido causada por suspensões de motoristas como punição e não pagamento de vales

ADAMO BAZANI – CBN

A emenda do feriado, quando muita gente trabalhou normalmente, não foi sinônimo de nenhuma tranqüilidade para passageiros de ônibus em Fortaleza, no Ceará.
Cerca de 350 motoristas e cobradores de ônibus da Viação Santa Cecília impediram a circulação dos ônibus nos terminais Antônio Bezerra e da Lagoa, além de não permitirem a saída dos ônibus nos pontos finais nos bairros.
De acordo com o Sinttro – Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Estado do Ceará, os motoristas e cobradores fizeram a manifestação, desde a amanhã desta segunda-feira, porque não concordam com as suspensões aplicadas a colegas por possíveis irregularidades na conduta profissional. As suspensões são até de sete dias.
Eles reclamam também do não pagamento do vale refeição e do chamado segundo vale, uma espécie de hora extra.
Somente no final da tarde, o fluxo de ônibus foi liberado, mas um grupo de manifestantes ainda se concentrava no Terminal da Lagoa. A manifestação, mesmo sem o impedimento da saída dos ônibus, deve continuar até o final da noite.
O Sinttro quer realizar uma reunião com a Santa Cecília na quarta-feira para discutir as reivindicações,
Ninguém da empresa foi localizado.
Os ônibus de outras empresas não foram impedidos de circular, mas enfrentaram dificuldades por conta do protesto.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: