ÔNIBUS NO LUGAR DOS BONDES DE SANTA TERESA. Novo sistema será implantado em 2013 com ajuda da Carris de Portugal.

ônibus e bonde de Santa Teresa

Modelo de micro-ônibus que a partir desta segunda-feira, dia 07 de novembro, substitui os bondes tradicionais de Santa Teresa. Os serviços de bondes foram suspensos depois de tragédia com descarrilamento de bonde que provocou a morte de 06 pessoas e ferimentos em outras 50. s bondes só devem voltar a prestar serviços em 2013 e não serão os mesmos tradicionais. Haverá um novo modelo de veículo e sistema operacional que serão implantados em colaboração da Carris de Portugal, que em Lisboa opera bondes com topografia semelhante a de Santa Teresa e que nos anos de 1940 já operou o bondinho tradicional no Rio de Janeiro. Ilustração: Divulgação da Prefeitura do Rio de Janeiro

Ônibus começam a circular em Santa Teresa
Passagem continua sendo de R$ 0,60. A diferença entre os R$ 2,40 da tarifa regular dos ônibus e o valor pago pelos passageiros, de R$ 1,80, será bancada pela Prefeitura do Rio de Janeiro

ADAMO BAZANI – CBN

A cena dos tradicionais bondinhos de Santa Teresa, no Rio de Janeiro, por enquanto não poderá ser vista mais. E talvez o mesmo sistema não será visto nunca mais.
Isso porque, o Governador Eduardo Paes anunciou que somente em 2013 é que bondes irão circular por Santa Teresa com um sistema modernizado e novos veículos.
Os investimentos serão na ordem de R$ 40 milhões.
Para que sejam entregues novos bondes, trilhos e rede aérea foi firmado um acordo com a Carris, empresa de transportes de Portugal.
Uma curiosidade histórica é que a Carris de Portugal já operou e administrou os bondes de Santa Teresa no Rio nos anos de 1940.
A escolha da Carris para o acordo não foi só por questões históricas.
Segundo o Governo do Estado do Rio de Janeiro, ladeiras e terrenos acentuados de Lisboa são as que mais se aproximam da realidade de Santa Teresa para transportes por bondes.
A decisão de investir em bondes, ainda de acordo com o Governo, está mais baseada na manutenção da tradição do bairro do que a viabilidade econômica dos transportes.
Os bondes, além de serem uma marca, atraem turistas, o que acaba contribuindo para compensar o pouco retorno financeiro ou mesmo as dificuldades operacionais.
Os bondes de Santa Teresa foram “aposentados” depois de uma tragédia em agosto de 2011. Um bonde descarrilou, tombou e provocou a morte de 06 pessoas e ferimentos em outras 50.
Enquanto 2013 não chega e os bondes novos das Carris também não, começaram a operar nesta segunda-feira, dia 07 de novembro de 2011, duas linhas especiais de micro-ônibus com o valor da passagem igual dos bondinhos: R$ 0,60.
Como a tarifa das empresas de ônibus é de R$ 2,40, para manter o preço dos bondes para os passageiros, a prefeitura vai subsidiar a diferença de R$ 1,80.
Serão duas linhas, operadas pelo Consórcio Intersul: SE 006 (Silvestre – Castelo) e SE 014 (Paula Matos – Castelo).
Os pontos foram determinados de acordo com o melhor local para a parada dos ônibus.
Os micro-ônibus, mais indicados para as condições do morro que os ônibus convencionais de 12 a 13,2 metros, têm capacidade para 35 passageiros.
A frota pode ser adequada à demanda ao longo da operação.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN

8 comentários em ÔNIBUS NO LUGAR DOS BONDES DE SANTA TERESA. Novo sistema será implantado em 2013 com ajuda da Carris de Portugal.

  1. Boa tarde.

    Em virtude da necessidade imediata, é importante prover os habitantes do bairro, com meio de transporte, no caso, os micro – ônibus, mas, igualmente importante, é a volta às operações, do serviço de bondes, face ao caráter turístico, marca registrada de Santa Teresa.

    Abçs.

  2. Não fosse o tal apelo turístico e os bondes de Santa Tereza seriam totalmente erradicados, como o serviço do Alto da Boa Vista em 1966. Esse serviço que, na minha opinião, deveria ser reimplantado após muitos anos, ainda mais porque em muitos pontos sequer disputava espaço com os carros, e o leito por onde eles circulavam permanece até hoje ali, apenas com os trilhos arrancados.

    Abraço.

  3. Quero saber quais são os horários desses ônibus porque nunca os vejo…

  4. Também pergunto qual a regularidade desses onibus. Incrivel como a imprensa repassa o release do governo sem ao menos questionar a regularidade do serviço. A população, por sua vez, tem um serviço precário, reclama mas não tem voz. Mesmo um blog como o de vocês não consegue ser mais do que um porta voz do governo e do cartel dos ônibus. Por favor, perguntem pra a fonte que enviou a notícia para vocês qual será a regularidade dos ônibus. Os bondes eram poucos e passavam a cada hora em cada ramal Ou seja, de meia em meia tinha bonde no Lgo dos Guimarães. Sr. Prefeito, qual é o horário em que passam os ônibus de 60 centavos?

  5. eu quero saber se o bonde de santa teresa voltou a circular dia e hora

  6. Estes bondes novos que arrumaram são absurdos, nenhum morados quer que mudem os bondes… Podem modernizar, mas mantendo a aparencio dos anitogs bondes, que por sinal são até tombados.

    Como morados da vontade de ir deitar la no trilho na inauguração desta palhaçado do governo…

  7. esse onibus de R$0,60 e a maior merda vive quebrado demora muito para passar o fiscal manda o onibus ficar parado no ponto de santa teresa para passar mais o onibus de R$2.75 as vezes passa o onibus de 2 em 2 horas as vezes não passa !!!!!!!!!!!! so tenho reclamação.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: